Um blog sobre pessoas, relações e tudo o que nos une.
.posts recentes

. A Retoma

. Timidez - Impacto na e da...

. Timidez - Exercícios simp...

. As 7 questões que se deve...

. Deixar a velha magia no s...

. 10 Regras para ser um ser...

. Um pequeno conto budista

. Estou de volta

. A Timidez

. Votação no SAPO

.arquivos

. Fevereiro 2010

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Julho 2007

. Junho 2007

. Março 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

Quinta-feira, 9 de Novembro de 2006
O Choro interior
Faz algum tempo que este blog não recebe as actualizações que merece. A partir de agora pretendo mudar isso.

O Choro interior

Quantas e quantas vezes não damos por nós a chorar para dentro? Aos poucos, sentimos um pedaço de nós a morrer e a deixar-nos. Aos fazermos isso estamos a cravar dentro de nós a nossa amargura. De tanto chorarmos para dentro, corremos o risco de deixarmos de saber chorar. Tornamo-nos frios, distantes e calculistas. Tornamo-nos sós, mesmo quando estamos no meio de multidões.

Todos temos de ter um momento só para nós. Um abrigo ou um refúgio. Um sítio onde possamos gritar, chorar, rir. Um sítio onde apenas nós existimos. Quantas vezes damos por nós, sozinhos, em locais como um elevador, a fazer caretas para o espelho e a fazermos aquilo que temos de facto vontade? Fazermos caretas a um espelho liberta-nos de uma forma indescritível . Sem termos medo da critica e do sentido de ridículo .

Proponho um exercício: Refugie-se num espaço só seu. Onde tem a certeza que não vai ser encontrado e/ou incomodado. Uma arrecadação, um armário, um local algures numa mata, longe de tudo. E ria, chore, grite, faça caretas. Leve um espelho consigo e faça caretas de forma a fazer-se rir. Lembre-se que ninguém está a ver. Chore se precisar, ria se precisar. Deixe sair para fora todas essas emoções que estão presas aí dentro. Verá que depois, o sol vai brilhar mais bonito.

publicado por Zen às 12:24
link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



.pesquisar
 
.tags

. todas as tags

.links
.subscrever feeds