Um blog sobre pessoas, relações e tudo o que nos une.
.posts recentes

. A Retoma

. Timidez - Impacto na e da...

. Timidez - Exercícios simp...

. As 7 questões que se deve...

. Deixar a velha magia no s...

. 10 Regras para ser um ser...

. Um pequeno conto budista

. Estou de volta

. A Timidez

. Votação no SAPO

.arquivos

. Fevereiro 2010

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Julho 2007

. Junho 2007

. Março 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

Terça-feira, 5 de Setembro de 2006
Manter-se amigo depois da separação - Bom ou mau?
Recentemente tive um cliente, que me dizia que tinha acabado tudo com a namorada. Ele tinha chegado à conclusão que não gostava dela mas queria manter a amizade pois reconhecia nela grande qualidade para uma amiga. Entretanto, essa ex-namorada já tinha uma nova relação. Abordou a ex-namorada que recusou prontamente o convite e eu sou obrigada a concordar com ela.

casal numa relação, por do solQualquer pessoa envolvido numa relação tem certos privilégios ". Esperamos que o nosso companheiro tenha atenções especiais para connosco bem como nós temos de ter certas atenções com ele. Até mesmo obrigações em diversas situação em que devemos estar sempre presentes para dar o nosso apoio, frase de encorajamento, chamar à razão, etc. Numa relação há muita partilha e muita cumplicidade, ou pelo menos deveria haver.

Depois de nos separarmos, esses laços estão irremediavelmente quebrados e perdidos. Se nos tornarmos amigos do nosso ex-companheiro ou ex-companheira, todos os pequenos incidentes nos vão lembrar do passado. Ainda por cima se, como no exemplo acima, a pessoa já tem uma nova relação, podemos nos colocar em situações extremamente complicadas. Na minha humilde opinião é melhor separar e esquecer a parte da amizade. Enterrar todo o assunto e andar em frente.

Até mesmo para o novo companheiro ou companheira, é uma situação complicada. Ter de partilhar um espaço com alguém que já teve o laço que agora tem, pode ser intimidatório. E de certeza que poderá trazer pensamentos que não são benéficos e ser origem de discussões e problemas. Para mim, o melhor é esquecer e seguir em frente. Pense nisso.
publicado por Zen às 15:22
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Ana Gamito a 6 de Setembro de 2006 às 14:24
O que disses faz sentido...mas leva-me a questionar se de facto tens razão...não dependerá de relação para relação? Não dependerá do tempo que essa relação durou? O que farias após 15 anos de amor, amizade, cumplicidade, carinho...mesmo sendo doloroso e dificil para ambas as partes não valerá a pena manter pelo menos essa amizade? Será assim tão fácil apagar alguem do nosso mundo e fazer como se ela não existisse?...Não acredito, ou não quero acreditar...não consigo eliminar da minha vida uma pessoa que amei, acarinhei, partilhei sentimentos, alegrias, tristezas...
De Zen a 6 de Setembro de 2006 às 17:37
Khira,

eu pessoalmente acho que se apenas durou muito pouco é que se pode chegar a essa conclusão. Quanto mais tempo dura mais difícil é continuar uma amizade.

Sabes, sinto que chegamos a um ponto em que dificilmente conseguimos olhar para a outra pessoa como algo mais além do nosso companheiro. E depois? vê-lo com outra pessoa ao seu lado. Viver as coisas que vivemos. Sentir o que sentimos. Partilhar o que partilhámos.

Muito sinceramente, acho que o melhor conselho a dar é o de largar de vez sem olhar para trás. Por vezes é necessário conviver. Principalmente se há filhos . Mas conviver não significa ser amigos, antes pelo contrario.

É apenas uma opinião :)
De Ana Gamito a 13 de Setembro de 2006 às 10:34
MomentoZen,
"Largar de vez sem olhar para trás"...esforço-me para que assim seja, mas não consigo...o meu passado fez de mim o que sou hoje.Não sei se é amizade, se é apenas o conviver, como dizes, não porque tenha filhos, mas pelo trabalho em conjunto, mas não consigo largar...É estranho porque fui eu que acabou com a relação, fui eu que tomei a decisão...E a mais acertada que tomei até hoje...
Beijo
De Love Sika a 17 de Maio de 2010 às 19:15
É muito difícil quando se trata de separação... Passei por altos e baixos para ficar com o meu esposo que na época em que o conheci, estava se separando da ex-mulher e com duas filhas... São 8 anos de relacionamento e hoje ele diz que não temos mais jeito de continuarmos juntos... Muitas brigas por causa dos familiares dele e também das suas duas filhas... Hoje, tenho dois filhos com ele e o menor não tem nem um ano ainda... Não sei o que fazer... É muito complicado esse assunto de relação e separação, não acham???

Comentar post

.pesquisar
 
.tags

. todas as tags

.links
.subscrever feeds